emdefesadasarvores@gmail.com

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Pedido de Esclarecimento enviado a todos os/as candidatos/as à CML




A Plataforma em Defesa das Árvores enviou cinco perguntas a cada um dos candidatos à CML 
sobre as propostas contidas no programa eleitoral dos partidos pelos quais concorrem 
no que diz respeito às árvores e aos espaços verdes da cidade, 
por forma a que os cidadãos sejam esclarecidos e votem em consciência.


sexta-feira, 23 de junho de 2017

Ainda o abate de árvores na Cidade Universitária:


Onde param os relatórios fitossanitários para cada uma das árvores? Há projecto de paisagismo? Qual? Quem assinou tal coisa? Pois parece que foram 3 oliveiras e não 1 a serem abatidas...

E que pelo menos 1 dos cedros não parece seco ou parece?


E parece que foram pelo menos 2 pinheiros a serem abatidos. Este aqui, coitado, estava a ameaçar transeuntes!

Fotos via frequentador do espaço

Pedido de classificação de IM para tipuanas do Curry Cabral


Fotos de Rui Plácido

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Não! Não nos podemos dar ao luxo de abater árvores para que no seu lugar se estacionem automóveis.

E quando o exemplo parte de uma universidade, o caso torna-se ainda mais grave.



Abate em curso nos terrenos da Cidade Universitária de Lisboa

O alerta recebido hoje na Plataforma: 

"(...) A intervenção estava esta tarde em curso sem que tivesse sido demarcado e assinalado um perímetro de interdição à circulação de transeuntes, pelo que os mesmos (como eu) circulavam debaixo de árvores a que estavam a ser cortadas ramadas de grande porte, com risco de serem apanhados pela queda das mesmas. Apresentei queixa à polícia municipal e mantive-me no terreno impedindo a continuação dos trabalhos até que fosse colocada sinalização que impedisse a circulação de pessoas no perímetro intervencionado. Fui informada por funcionários da reitoria da UL e da FLUL que o abate das árvores faz parte de um projeto para construção de um parque de estacionamento para a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Estou chocada e indignada perante mais um atentado contra o arvoredo da cidade. O espaço que irá ser alcatroado é um espaço verde de grande beleza. As árvores são magníficas e saudáveis. "


O pedido de esclarecimento enviado à Reitoria da Universidade: 


Aguardamos esclarecimentos!


sábado, 17 de junho de 2017

APELO À POPULAÇÃO


Se vir que as árvores da sua rua ou praça estão em stress hídrico, sobretudo as mais jovens e recém-plantadas, regue-as você mesmo ou organize uma brigada de rega com os vizinhos pela manhã ou ao final do dia.

Igualmente contacte, através dos canais próprios, as Câmaras e JF para que o façam.

Deixe também recipientes com água na sua varanda, janelas ou mesmo junto às árvores, porque os animais e insectos, nomeadamente as abelhas, também têm sede.

E passe a palavra.

Obrigada.

http://cidadanialx.blogspot.pt/2017/06/segunda-onda-de-calor-de-junho-2017-e.html



sexta-feira, 26 de maio de 2017

Despacho por causa da árvore abatida em frente à CML (Campo Grande)


É a resposta do Vereador Manuel Salgado aos seus próprios serviços por causa do caso do abate da árvore no Campo Grande em frente à CML, que teria sido evitado se o gabinete e os serviços se tivessem articulado, depois da promessa feita de que a árvore era para manter. Assim chega tarde, mas previne outras situações. Pela minha parte, OBRIGADO!