emdefesadasarvores@gmail.com

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

As podas que matam

Neste relatório (absolutamente deprimente) em que se decreta o abate de 15 árvores e se dá conta de muitas caldeiras vazias e com árvores mortas numa das zonas mais importantes e frequentadas de Lisboa, a responsável pelo Núcleo de arvoredo e fitosanidade da CML confirma aquilo que esta plataforma sempre disse, as podas feitas nas árvores de Lisboa são inadequadas, perigosas, e prejudiciais para as árvores. Pouco nos  importa se são da responsabilidade da administração do Porto de Lisboa, das Juntas de Freguesia ou da própria CML, são, isso sim, prática constante e recorrente na cidade e essas más práticas têm de acabar.