emdefesadasarvores@gmail.com

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Lamentamos...


Lamentamos a insensibilidade com que fomos recebidos pela pela 4ª Comissão Municipal Permanente de Ambiente e Qualidade de Vida (AML). 

Lamentamos que a maioria dos presidentes de juntas de freguesia  presentes na reunião, face ao silêncio conivente dos restantes membros da Comissão, contra-argumentassem  com os exemplos mais esdrúxulos e de cariz predominantemente político na defesa dos seus próprios interesses.

Lamentamos a forma como a maioria dos membros daquela comissão esqueceram rapidamente o que a Plataforma levou a debate. A Àrvore, na sua essência, e na forma como todos envolvidos poderíamos ganhar trabalhando conjuntamente e partilhando conhecimentos e experiências para fazer de Lisboa uma cidade melhor. 

Lamentamos a forma como a discussão foi levada para o campo da árvore-perigo ou da árvore-danosa, que atenta contra os veículos, contra veículos caros, contra as pessoas e suas alergias, contra casas mal ensolaradas, contra o sobre trabalho dos funcionários que têm de limpar as folhas, os ramos partidos. Lamentamos não ter ouvido nem uma objecção positiva relativamente à árvore em meio urbano. 

Lamentamos o mau serviço público.

Porque defender árvores também é defender as pessoas!